Divulgação/PF

PF faz operação contra servidores públicos que ganham Bolsa Família

24.09.21 12:13

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira, 24, a Operação Provérbios 16:19, que investiga servidores públicos cadastrados para o recebimento do Bolsa Família. A ação é realizada em Fortaleza e mira funcionários do Governo do Ceará.

As investigações começaram em 2020 e, a partir de informações levantadas pelos investigadores, a Polícia Federal conseguiu identificar os servidores públicos cadastrados nos programas de transferência de renda do governo federal.

Todos os investigados têm renda incompatível com os critérios do Bolsa Família, que prevê o pagamento apenas a famílias em situação de pobreza, com renda per capita de até 178 reais, ou classificadas como de extrema pobreza, com renda por pessoa mensal de até 89 reais.

A partir da operação deflagrada nesta sexta-feira, a Polícia Federal quer identificar a participação de terceiros no esquema de pagamento fraudulento de benefícios sociais. Segundo a corporação, os acusados poderão responder por estelionato qualificado, que tem previsão de pena de até seis anos de reclusão.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Todo brasileiro deveria ter vergonha na cara. Mas a começar pelos nossos políticos, magistrados e funcionários públicos que dizem que são os eleitores que escolhem seus políticos. O ciclo viciado brasileiro é tão absurdo que o político corrupto acusa o eleitor. Bizarro!

  2. Deve-se investigar aí a possibilidade- muito provável- neste país de ladroes do dinheiro publico, da combinação de rachadinha para financiar campanhas eleitorais e que tais. A familia Bolsonaro é inventora deste expediente. Ou não é?

  3. Infelizmente estes são os funcionários que integram o governo. Pode-se esperar lisura com pessoas que só olham vantagem para si? Deveriam ser exonerados e presos para servirem de exemplo para outros de que algo está mudando em tempos de se coibir corrupção. Tomem tento pilantras.

  4. Temos que admitir que o governo atual fez e continua a fazer faxina nos pagamentos de auxílio emergencial indevidos. A não ser que seja direcionado, o que não dá pra duvidar.

    1. Então tá bom, por que tantos, inclusive militares estão recebendo o auxílio ? Eles tiram de uns que antes tinham outro apadrinhamento e repassam para os cabos eleitorais

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO