Marcos Oliveira/Agência Senado

Pacheco protocola projeto para destravar negociações com Pfizer e Janssen

23.02.21 14:11

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (foto), apresentou nesta terça-feira, 23, projeto de lei que autoriza União, estados, o Distrito Federal e municípios a assumirem a responsabilidade por eventuais efeitos adversos de vacinas avalizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa.

De acordo com o texto, articulado com o Ministério da Saúde, a autorização vale enquanto perdurar o estado de emergência em saúde pública declarado em decorrência da infecção pelo novo coronavírus. Para a cobertura dos riscos, os entes federados poderão prever garantias nos contratos ou contratar seguro privado, nacional ou internacional.

Se aprovada pelo Congresso, a proposta deve destravar as negociações entre o Ministério da Saúde e laboratórios como Pfizer e Janssen, os quais, em contratos uniformes com dezenas de países, se resguardaram e transferiram a responsabilidade civil a autoridades.

A vacina produzida pela Pfizer, em parceria com o laboratório alemão BioNtech, foi a primeira a obter da Anvisa o registro definitivo para uso amplo. A Agência informou que o imunizante “teve sua segurança, qualidade e eficácia aferidas e atestadas”.

A proposição de Pacheco ainda autoriza a iniciativa privada a adquirir imunizantes contra a Covid-19, desde que, em um primeiro momento, todas as doses sejam integralmente doadas ao sistema único de saúde para a inoculação da população por meio do Programa Nacional de Imunização, o PNI.

Depois da vacinação de todos os grupos prioritários, a iniciativa privada poderá comprar as doses para “para comercialização ou utilização, atendidos os requisitos legais e sanitários pertinentes“.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. O ideal seria dar oportunidade para qualquer brasileiro comprar a vacina em laboratórios particulares, pois depender dos órgãos públicos é esperar a morte chegar. No Brasil tudo que vem dos órgãos públicos não presta, não funciona, pois a corrupção está instalada em todos os setores.

  2. No futuro o governo pode dizer que foi culpa dos Estados e Municípios não terem comprado a vacina. Legislação traiçoeira

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO