Reprodução

O índio que pode atrapalhar o candidato de Rafael Correa no Equador

08.02.21 12:05

O candidato a presidente do Equador Andrés Arauz, o escolhido do bolivariano Rafael Correa, foi o vencedor no primeiro turno das eleições realizadas neste domingo, 7. Ele teve 32% dos votos, com 97% das urnas apuradas.

A grande surpresa pode estar em quem irá com ele para o segundo turno, no dia 11 de abril. Os institutos de pesquisas sinalizavam que seria o ex-banqueiro Guillermo Lasso, que está tentando a presidência pela terceira vez. Lasso está com 19,63%. “Nossa vitória foi de 2 a 1 contra o banqueiro“, comemorou Arauz nas redes sociais.

Contudo, na contagem desta segunda, 8, Lasso foi ultrapassado pelo indígena Yaku Pérez (foto), que está com 19,81%. Se Pérez passar para o segundo turno, haverá dois candidatos de esquerda concorrendo pela presidência.

Mas as diferenças entre eles são marcantes. Enquanto Arauz já disse que fará todo o possível para trazer de volta Rafael Correa, que vive na Bélgica, Pérez se coloca como uma alternativa à esquerda corrupta e autoritária de Correa, que foi condenado a oito anos de prisão por corrupção.

Pérez ganhou fama nacional nos protestos contra projetos de mineração entre 2013 e 2019, durante o governo de Correa, e nas manifestações de indígenas contra o aumento do preço da gasolina.

Se passar para o segundo turno, Pérez pode vencer. Ele representa uma corrente antigovernamental que defende um acordo nacional que inclua um segmento mais diversificado da população“, diz o cientista político equatoriano Cesar Ulloa, da Universidade das Américas, em Quito. “Além disso, ele se desenvolve melhor nos debates e foi o único que encarou o correísmo de frente.”

Pérez se nega a negociar com o FMI, mas aceita fazer um acordo comercial com os Estados Unidos. Ele reclama das políticas agressivas da China em relação aos direitos humanos e ao extrativismo. O candidato acredita que o combate à corrupção ajudará a levantar a economia do Equador. Também propõe reduzir os salários do presidente e de outros funcionários. “Pérez ainda lidera as causas com as quais os jovens se relacionam, como meio ambiente, as diversidades sexuais, de gênero e as liberdades.” Se passar para o segundo turno, ele poderá dar bastante trabalho para Rafael Correa.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Dois candidatos à esquerda? Pobre Equador. Vão chorar as lágrimas que os brasileiros derramaram quando FHC e os petralhas comandaram o Brasil. Incompetência e corrupção, assim, coladinhos.

    1. desculpa, não sou socialista, sou brasileiro meu partido e o Brasil, quero que der certo ! Agora arriscamos na direita olhe o que está dando, nós vendeu para o centrão. Qual a diferença ? então os dois lados tem problemas, o que precisamos e pessoas honestas sem rabo preso com o sistema.

  2. Lutar contra corrupção? Não vai conseguir. A máquina é bem lubrificada e não trava facilmente. “Periga” do tal Pérez gostar dos frutos que a corrupção dá e se tornar guloso voraz. Desastre habitual. Nós, sul-americanos, morreremos engasgados com bananas.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO