Ian Cheibub/FolhaPress

Marinho e chefe de gabinete de Flávio vão depor em inquérito sobre Bolsonaro

22.05.20 22:25

Miguel Grillo, chefe de gabinete do senador Flávio Bolsonaro, e o empresário Paulo Marinho, vão prestar depoimento no âmbito da investigação sobre a interferência política do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal. O inquérito tramita no Supremo Tribunal Federal.

A oitiva de Marinho deve ocorrer na PF do Rio às 9h da próxima terça-feira, 26, e Grillo será ouvido no dia seguinte, às 15h, na Superintendência de Brasília. O empresário prestou depoimento em outro inquérito, nesta semana, que apura suposto vazamento da Operação Furna da Onça.

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, Marinho afirmou que, em dezembro de 2018, o filho 01 do presidente Flávio Bolsonaro lhe disse que soube com antecedência que a Furna da Onça, que tinha Fabrício Queiroz como alvo, seria desencadeada.

Segundo contou Flávio a Paulo Marinho, o alerta ocorreu entre o primeiro e o segundo turnos das eleições presidenciais e foi dado por um delegado da Polícia Federal simpatizante da candidatura de Bolsonaro.

Ainda segundo o empresário, os policiais teriam segurado a operação sigilosa para que ela não ocorresse no meio do segundo turno, o que poderia prejudicar a candidatura de Bolsonaro ao Planalto.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Mais notícias
Assine
TOPO