Reprodução

Lasso toma posse no Equador e discursa contra caudilhos de ‘tentação autoritária’

24.05.21 18:07

O banqueiro Guillermo Lasso (foto) tomou posse como presidente do Equador nesta segunda, 24. Em seu discurso na Assembleia Nacional, em Quito, ele culpou os caudilhos de “tentação autoritária” pela persistência dos problemas de seu país.

Nossos governantes falharam“, disse Lasso. “Eles falharam conosco pela simples razão de que traíram nossos princípios fundamentais. Em meio a tanta disputa e luta interna, eles cederam à pior das fragilidades políticas: a tentação autoritária.”

Eles se dedicaram ao culto obsceno do caudilho, aquele ‘messias’ que supostamente sabe tudo: o que é certo e o que é errado, o que é bom para nós e o que nos fere. Uma pessoa iluminada que age e pensa por todos, que tem todas as perguntas e todas as respostas“, continuou.

Lasso prometeu não acumular mais poder na figura do presidente e não promover perseguição política. “Não vamos calar ninguém. Tenham a opinião que quiserem, façam qualquer crítica“, disse.

O novo presidente falou em comprar 9 milhões de vacinas nos primeiros 100 dias de governo: “Precisamos comprar mais vacinas. Todas as que forem possíveis. A saúde não tem ideologia nem cores“.

Apesar de ser um membro da Opus Dei, uma corrente conservadora do catolicismo, o equatoriano prometeu um estado separado da religião. “Quero ratificar uma vez mais que serei chefe de um estado laico“, disse Lasso.

O discurso por um Equador “eternamente democrático” agradou muitos dos que temem o aumento do autoritarismo no mundo. “Lasso tem um viés liberal e apoia uma tradição republicana democrática. Ele pretende se afastar de caudilhos e governantes autoritários e populistas, respeitando o Estado de Direito“, diz o cientista político equatoriano Cesar Ulloa.

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro esteve presente na cerimônia. Bolsonaro usou máscara para entrar no prédio da Assembleia Nacional, apesar de, no domingo, 23, ter permanecido sem a proteção em um passeio de moto com apoiadores no Rio de Janeiro.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
    1. Vã ilusão. O Bozo e os seus seguidores não possuem capacidade cognitiva. O problema é anatômico. Eles possuem apenas o cerebelo. Por isso eles apenas comem, defecam e zurram. E como zurram!

  1. Bom discurso, bom começo. Traz alguma esperança de conseguirmos um bom presidente em 2022. Adorei a parte em que ele se predispõe a colher críticas: quanta diferença ao que o Brasil teve nas últimas décadas.

    1. A projeto liberal de Lasso está a anos luz de distância de Bolsonaro é Guedes, nada a ver.

  2. Lasso expos tudo o que ele considera uma nova forma de governar e o Bolsonaro representa o contrário do que foi dito pelo novo presidente do Equador. Lasso um banqueiro propondo implementar a democracia

    1. Parece que o discurso foi feito sob encomenda para cutucar o bozo.

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO