Agëncia Brasil

Governadores decidem não prorrogar congelamento do ICMS de combustíveis

14.01.22 19:58

Governadores decidiram por maioria, nesta sexta-feira, 14, não prorrogar o congelamento da alíquota de ICMS incidente sobre combustíveis. O percentual, portanto, pode voltar a variar a partir de 1º de fevereiro.

A alíquota estava inalterada desde novembro, numa investida de chefes de Executivos estaduais pela redução do preço dos combustíveis. Após a Petrobras iniciar o ano com o reajuste no valor da gasolina e do diesel, no entanto, os governadores entenderam que o governo agiu “sem preocupação do impacto econômico e social“.

Fizemos nossa parte: congelamento do preço de referência para ICMS, não valorizaram este gesto concreto, não respeitaram o povo. A resposta foi aumento, aumento e mais aumento nos preços dos combustíveis. Assim, a maioria dos estados votou para manter a regra do ICMS só até 31/01/22“, diz nota do coordenador do Fórum dos Governadores, Wellington Dias.

O ICMS tem alíquotas fixas, que variam de 25% a 34% de acordo com o estado. Esses percentuais incidem sobre o preço médio ponderado ao consumidor final, que é reajustado a cada 15 dias. O valor médio é afetado pelos reajustes promovidos pela Petrobras nas refinarias.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. No EUA, todos os impostos na venda somados (sales tax) são geralmente entre 6,5% (Orlando/FL) e 8,87% New York/NY. Aqui, só o icm é de 25% a 34%.

  2. mais uma barbeirada do governo federal que já deveria ter feito intervenção no preço da energia e combustíveis unificando tarifas e impostos e assim cria mais um problema a si mesmo entregando na bandeja o país nas patas de ladrões e criminosos que levarão o país de uma vez ao lixo.

    1. Já estamos no lixo, no pior dos casos, com Lula presidente, continuaremos no lixo. A unica solução democratica para nos livrarmos do lixão é votar em Moro. Pelo menos por enquanto.

  3. Sabe o que é mais engraçado, ficam quere do fustigar uns aos outros quando quem sofre é o povo brasileiro. Presidente e Governadores, todos contra o povo.

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO