Edilson Rodrigues/Agência Senado

Delator cita mais três parlamentares em investigação que levou a PF até Chico Rodrigues

31.10.20 08:01

Afastado do mandato de senador após ter sido flagrado pela Polícia Federal com dinheiro entre as nádegas, o senador Chico Rodrigues, do DEM, não é o único parlamentar suspeito de integrar um esquema de desvio de verba de emenda parlamentar destinada ao combate à Covid-19 em Roraima.

Em depoimento prestado à PF em abril, cujo sigilo foi levantado agora pelo ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, um ex-funcionário da Secretaria de Saúde de Roraima envolveu os outros dois senadores eleitos pelo estado e um deputado federal no esquema que direcionava contratos emergenciais para compra de testes rápidos e até ar-condicionado para empresas ligadas aos políticos.

Segundo Francisvaldo de Melo Paixão, que trabalhou na coordenação geral de urgência e emergência da secretaria entre janeiro e abril deste ano, o senador Mecias de Jesus (foto) e o deputado federal Jhonatan de Jesus, ambos do Republicanos, e o senador Telmário Mota, do PROS, também fazem parte da suposta organização criminosa ligada a Chico Rodrigues.

Jhonatan e Mecias destinaram 5 milhões de reais, ao todo, em emendas para a compra de testes rápidos de coronavírus em Roraima. Segundo o delator, intermediários dos dois parlamentares no estado o pressionaram a direcionar a licitação para a compra dos kits. Já o senador Telmário teria destinado 8 milhões de reais para a pasta e escalou o mesmo intermediário, o vereador Rômulo Amorim, para tratar das contratações.

A Polícia Federal chegou a pedir ao ministro Barroso autorização para fazer busca e apreensão nos endereços de Telmário junto com a operação que flagrou Chico Rodrigues com dinheiro escondido entre as nádegas, mas a Procuradoria-Geral da República se manifestou contra o pleito alegando ausência de indícios e o ministro indeferiu o pedido. Os parlamentares, contudo, seguem sob investigação no inquérito que tramita no Supremo.

Em nota, a assessoria de senador Mecias de Jesus e do deputado Jhonatan de Jesus negou haver irregularidades envolvendo os parlamentares. Segundo eles, as emendas de 2,5 milhões de reais enviadas por cada um ao governo de Roraima ainda não foram destinadas a qualquer contratação. “A busca por recursos ao Estado é inerente à atividade parlamentar. Todavia, os parlamentares não têm ou tiveram qualquer ingerência na destinação dos recursos”, afirmam em nota.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Esse picareta de nome mecias é o mesmo que votou duas vezes, quando da eleição da presidência do senado. O outro picareta eleito acabou por nada fazer sobre. Latrina total!!!

  2. E GRAÇAS AO 🐀DO ALCOLUMBRE E SEUS ALIADOS CORRUPTOS O MARGINAL ESTÁ EM CASA A 120 DIAS E O FILHOTE APRENDIZ COMO ACESSOR .SENADO NO ESGOTO COM ESSES REPRESENTANTES

  3. Messias de Jesus, Jonhantan Jesus... Crivela de Jesus... Bolsonaro de Jesus... Malafaia de Jesus... Edir Macedo de Jesus... um bando de mau caráter usando o nome de Deus para surrupiar o dinheiro público e dos pobres oprimidos... Não acredito em castigo divino. Como podem usar o nome de Deus pra tanta safadeza?

    1. Bando de vagabundos.....Falam no nome de DEUS,mas servem ao DIABO....Um dia todos desceram para as profundas do INFERNO.....Daí vão fazer Rachadinha COM o CAPETA. VERMES asqueroso,tão cagando pro BRASIL.....

  4. Como uma pessoa pode ter "coragem" de roubas dinheiro destinado ao combate deste vírus mortal que já matou mais de 160 mil brasileiros. São uns canalhas! A punição virá mais cedo ou mais tarde! Assim espero!

    1. Essa raça,é mas a desprezível da terra....Políticos,agora terrivelmente EVANGÉLICOS,VERMES unidos pra devorar as entranhas do POVO. Deus é Pai...Mas essas ratazanas vão acertar as contas com o DIABO,que espero não seja nada bonzinho..LIXO do LIXO.Sao a escória da humanidade.

  5. Nada de novo. A PGR da República no seu papel de primeira linha de frente dificultando o trabalho da Polícia Federal abrindo passagem para livre trânsito dos advogados (amigos de juízes do STF) livrarem de punição os políticos corruptos. vergonha.

    1. Estamos nas mãos de VERMES da pior espécie. Não a REELEIÇĀO de nenhuma dessas velhas e nocivas RATAZANAS. Temos o poder do voto....É só prestar atenção. O eleitor tem q ACORDAR.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO