btwashburn via Wikimedia CommonsCena de alagamento em Los Angeles, Califórnia, durante o ano de 2023

California jura que tempestades que atingem o estado são fabricadas

03.03.24 17:29

Os moradores da Califórnia veem os extremos do clima em seu estado: ao mesmo tempo em que seus rios atingem históricos níveis mínimos, duas tempestades causaram alagamentos e deslizamentos de terra — na região de Los Angeles, sete morreram no início de fevereiro, após chover, em três dias, o esperado para sete meses.

Isso levou os californianos a suspeitarem não do clima, mas do homem. Um surto de teorias conspiratórias, em redes sociais, acusou a Santa Ana Watershed Project Authority (Sawpa), uma das principais autoridades hídricas de Los Angeles, de plantar as nuvens que levaram ao desastre — literalmente.

Isso porque a agência usa um método de indução à chuva com iodeto de prata, uma substância que, ao ser aplicada por aviões em nuvens comuns, gera uma reação química capaz de gerar a precipitação, ou a queda da água em forma de chuva.

Em um estado com a ameaça constante de falta de água (e, em Los Angeles, são mais de seis milhões correndo este risco), a operação é controversa, mas comum .A China tentou a técnica para conter a seca em um de seus principais rios em 2022, enquanto técnicos entendem que  “semear nuvens” não resolvem problemas de larga escala.

No caso da Califórnia, porém, as teorias da conspiração chegaram a ameaças físicas a técnicos da agência, atuando em campo. E-mails e ligações com xingamentos a técnicos da agência se tornaram comuns, afirmou o gerente-geral da Sawpa — que foi ao LA Times, mais tradicional jornal da região, para relatar o caso.

Em San Diego, outra região atingida por fortes chuvas, uma moradora foi reclamar sobre o tema em uma audiência pública da Câmara, de acordo com o jornal americano. “Vocês semearam essa nuvem de propósito”, ela disse, em um discurso no mês passado. “Vocês destruíram as casas destas pessoas. Eles não tinham seguro contra enchente, e vocês sabiam disso”. A Sawpa, alvo das reclamações, atua a mais de 130 km de distância de San Diego.

A autoridade hídrica disse ao jornal americano que não pretende mudar a opinião de ninguém. “Queremos apenas dar a informação para ajudá-los”, afirmaram, em nota.

Leia mais em Crusoé: A impressionante rede de pequenos sites de notícia pró-China

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. This is really interesting, You’re a very skilled blogger. I’ve joined your feed and look forward to seeking more of your magnificent post. Also, I’ve shared your site in my social networks!

Mais notícias
Assine agora
TOPO