Bolsonaro sanciona lei Romeo Mion, voltada para pessoas com autismo

08.01.20 19:40

Com uma foto ao lado do apresentador Marcos Mion, o presidente Jair Bolsonaro anunciou em sua conta oficial no Twitter, nesta quarta-feira, 8, a sanção da lei nº 13.977, que cria a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista. A legislação foi batizada de Romeo Mion, nome do filho mais velho do apresentador, que possui autismo.

“A referida carteira é gratuita e garante prioridade nas áreas de saúde, educação e assistência social”, explicou Bolsonaro. A lei também obriga cinemas a oferecer, uma vez por mês, sessões específicas para pessoas com autismo, com todas as adaptações necessárias.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Fala que a lei é ridícula quem não tem noção do que é o autismo. Sugiro que se aprofundem no assunto e tentem ajudar sãs famílias que vivem este problema. A lei foi feita para beneficiar. Talvez se vocês tivessem algum parente próximo acometido desta doença pensassem diferente. Que espírito pequeno!!!

  2. Bolsonaro cada vez mais PT. Essa lei é ridícula, especialmente a parte dos cinemas. O que é necessário são centros de cuidados e treinamento adequado sobre como tratar o paciente autista.

  3. se eu apanho da minha mulher é problema meu,a mulher é minha e sabe bater,por que seria diferente com o presidente e a mulher dele?

    1. Bolsonaro criou a carteira de estudante digital e grátis e estão contestando na justiça para que volte a ser paga para sustentar os pelegos da UNE. Nada do que ele faça vai agradar a esquerda aproveitadora dos trabalhadores!

  4. É engraçado como o mundo dá voltas. Me lembro da entrevista do Mion com o Bolsonaro na época da campanha, onde ele tratou o presidente com ironias. Agora o presidente sanciona uma lei bacana dessas e dá o nome do filho dele. Foi de uma grandeza enorme, mostrou superioridade. Triste ver uns comentários non-sense aqui criticando. O Bolsonaro pode editar uma lei para acabar com o imposto de renda e ainda assim vai ter gente criticando. O negócio é ser contra.

    1. Verdade Lygia, eu havia reparado. Mas o importante é a lei que vai beneficiar os que precisam de ajuda.

    2. É Sandro mas a linguagem corporal dos dois desdiz o discurso....

  5. nossa que ignorância..não tem nada a ver com leis populistas. autismo é coisa séria e precisa de inclusão, tem gente que deveria nos poupar do seu comentario

  6. Não entendi. Não era ele que era contra qualquer tipo de benefícios para os grupos minoritários da sociedade brasileira? O que aconteceu? Apanhou da Michelle? Estou achando que o Bozo está virando lulista. Temos um nova agenda agora: o bozolulismo.

    1. Esse é o famoso Jose Jerico, que é contra tudo que o governo faz. Devia procurar o que fazer de útil na vida.

    2. Hélio — sugiro intensificar tuas aulas de interpretação de texto. Eu sei que bozista não gosta de livros com um amontoado de texto. De qualquer forma, está ê a única forma te ajudar. Vá lá companheiro...

    3. Cara, seda que esse José é o Dirceu? Que cara sem noção. Só comenta besteira, baixando o nível dos comentários postados. Não fala nada que tenha um mínimo de coesão e coerência... Tudo desconexo. Coitado desse José. É capaz de ele achar que 1 + 3 é igual a 13.

    4. Mantenho o comentário. Para mim, cabe ao governo ter políticas de inclusão social para todos os grupos, uma coisa que os Bozistas sempre foram contra desde a campanha. Pior ainda, eles diziam que este tipo de ação era coisa de lulista. Este atitude do Bozo indica que ele está mudando de ideia. A minha hipótese é a de que ele anda apanhando da Michelle, que sempre trabalhou com grupos minoritários que precisavam ser incluídos de forma correta à sociedade. Entenderam?

    5. José, ele é contra grupos minoritários que nos obrigam a ter que engolir o que não queremos. Simples assim. Não doenças que aparecem em algumas crianças. Acorde

    6. Esse Jose é nada a ver, não sabe separar alhos de bugalhos! Triste...

    7. É necessária, mas acho que a prioridade deveria ser estendida a pessoas com outros problemas de ordem neurológica e mental .

    8. O que é que tem a ver o c.. com as calças? Vai fazer comentário infeliz e inapropriado assim lá na caixa prego..

  7. A lei é sensacional, exceto o artigo que obriga o cinema, etc, etc... É só ler a lei a quem interessar, mas o fato é que interfere em custos às Empresas Privadas do Setor.

    1. O autismo é um transtorno mental que traz muito sofrimento para o portador e família. A minha pergunta é a seguinte: E quanto às outras inúmeras patologias igualmente limitantes? Vai criar carteira para todos para que todos tenham os mesmos direitos?Não faz sentido pois todos serão prioridade? Ou vai beneficiar somente alguns ? Quais os critérios de escolha? Isso não dá certo

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO