Adriano Machado/Crusoé

Aras abre apuração preliminar sobre empresa garantidora de contrato da Covaxin

27.09.21 12:01

O procurador-geral da República, Augusto Aras (foto), informou à CPI da Covid que abriu uma apuração preliminar sobre a atuação da FIB Bank, empresa que figurou de forma irregular como garantidora da Precisa Medicamentos no contrato firmado com o Ministério da Saúde para o fornecimento da Covaxin.

Foram expedidos ofícios à Controladoria-Geral da União, ao Tribunal de Contas da União, à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, à Advocacia-Geral da União e ao Banco Central, visando subsidiar eventual instauração de inquérito“, diz ofício enviado por Aras à comissão.

A CPI aprovou o pedido de investigação endereçado à PGR em 14 de setembro. O requerimento, de autoria dos senadores petistas Humberto Costa e Rogério Carvalho, afirma que a FIB Bank foi aberta por trabalhadores rurais do interior de Alagoas, “utilizados como laranjas”, e tem um capital social fictício.

A FIB Bank não pode apresentar cartas-fiança em acertos entre empresas e o governo porque, conforme a lei, apenas instituições financeiras idôneas autorizadas a funcionar no Brasil têm essa prerrogativa. Ainda assim, a empresa entregou uma garantia de 80,7 milhões de reais em nome da Precisa no contrato de venda de 20 milhões de doses da Covaxin.

A atuação da FIB Bank, porém, não se restringe ao acerto da vacina indiana. Conforme senadores, mesmo depois de a CPI levantar suspeitas sobre a empresa, o Ministério da Economia recebeu dela uma carta-fiança de 23 milhões de reais em um contrato firmado com a Benetti Prestadora de Serviços.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. É só o que ele sabe fazer? apurações preliminares? Nada merece uma investigação séria, um inquérito? O advogado faz bico de procurador. Mais nada.

  2. Esse elemento, Puxa sacos Aras, quando os crimes de protegidos pelo acordão são evidentes. abre apuração preliminar para que o tempo passe e as acusações fiquem no passado. Tática escancarada, mas como tem o respaldo da catrefa, continua em prática.

  3. ué e o Circo do CaGAlheiros vai servir para que? 900 páginas de relatório cortadas em quadradinhos pregadas na privada para o óbvio?

    1. Esse conseguiu ser mais descarado que o Geraldo Brindeiro, cujo apelido era O Engavetador Geral da República. Essas apurações preliminares só servem para ele ganhar um tempo pra depois pedir o arquivamento quando as coisas esfriarem. Que grande canalha. Se esse cara for pro STF será um escândalo

    2. Como sempre, destino da apuração preliminar: arquivo morto.

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO