Rocío San Miguel via XRocío San Miguel, analista militar presa por ditadura de Nicolás Maduro

Analista militar presa por Maduro responderá por “terrorismo”

13.02.24 16:52

A analista militar venezuelana Rocío San Miguel (foto), presa no aeroporto de Caracas na última com sua família pela ditadura de Nicolás Maduro, será julgada pela ditadura de Nicolás Maduro por “terrorismo”, “conspiração” e “traição à pátria”.

A decisão foi tomada nesta segunda-feira, 12, e o resultado foi revelado pelo procurador-geral de Nicolás Maduro, Tarek William Saab. Segundo ele, a ativista seria parte de uma “feroz campanha estrangeira” contra Caracas. Saab embarcou na cantilena de Maduro e disse que Rocío está junto com “os mesmos setores que sempre menosprezaram as instituições democráticas venezuelanas” a serviço “dos poderes militares do ocidente”. 

A prisão de Rocío San Miguel, no entanto, preocupa todo o ocidente, desde os Estados Unidos, que veem com preocupação a prisão arbitrária, até o assessor de Lula, Celso Amorim, que disse ao Globo que “qualquer prisão de natureza política preocupa”.

Segundo a Anistia Internacional, que lançou uma campanha pela sua libertação imediata, tanto ela quanto seus filhos seguem sem acesso a uma defesa formal.

A prisão é mais uma da sequência de detenções arbitrárias e forçadas pela ditadura bolivariana, às vésperas do que o governo prometia ser “eleições livres”. Lula, claro, embarcou nessa.

Antes mesmo de marcar a data das eleições, o governo já invalidou a campanha de Maria Corina Machado, a principal figura da oposição, e a tornou inelegível por 15 anos. Eles também foram para cima de dirigentes do partido dela.

O ditador da Venezuela tem dado inúmeras demonstrações de que não tem qualquer intenção de realizar eleições limpas este ano. Maduro sabe que, em um pleito minimamente honesto, o resultado seria a vitória de María Corina Machado. E o que o tirano mais teme é acabar em uma cela do Tribunal Penal Internacional, o TPI, que investiga a ditadura por crimes contra a humanidade.

As justificativas contra Rocío lembram muito as aplicadas contra Corina Machado, justamente por serem das mais débeis e não têm veracidade alguma, como participar de “um esquema de corrupção orquestrado pelo usurpador Juan Guaidó, que levou ao bloqueio criminoso da República Bolivariana da Venezuela, bem como ao saque flagrante de empresas e riquezas do povo venezuelano no exterior, com a cumplicidade de governos corruptos“.

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Lula não apoia Maduro à toa. Muito pelo contrário, Luiz Ignácio admira demais os métodos do ditador venezuelano para acabar com qualquer oposição. Lula não esconde isso. E está rapidamente implantando essa prática através do consórcio PT/STF. Com enorme facilidade e sem maiores reações. O País está cego?

Mais notícias
Assine agora
TOPO