Reprodução/ORLA TVquem acreditou nesse governo nunca imaginou que estaria construindo o governo mais corrupto da história

‘Pior que o mensalão’

Ex-aliado de Jair Bolsonaro, o deputado federal Júnior Bozzella conta os bastidores da distribuição de 92 milhões de reais do orçamento paralelo dentro do PSL e diz que o atual governo é ‘o mais corrupto da história’
04.06.21

Em fevereiro de 2019, o deputado federal paulista Júnior Bozzella presenteou Jair Bolsonaro com uma camisa personalizada do Santos, seu time do coração, estampada nas costas com o nome do presidente e o número 17 do PSL. “Agora meu Santos deslancha”, disse o deputado, na ocasião. O encontro descontraído entre os dois, que tinham acabado de ser empossados nos cargos que ocupam atualmente, era o retrato de uma relação estreita que havia beneficiado ambos. O santista Bozzella fizera, ao longo de 2018, intensa campanha pela eleição de Bolsonaro. Organizou carreatas, adesivou carros e criou, no litoral de São Paulo, o “Comitê Central #TimedoMito”. Funcionou. Tanto que ele próprio, que antes havia sido apenas vereador, foi eleito na onda do bolsonarismo. O clima de harmonia, porém, não duraria muito.

No segundo semestre de 2019, após a crise interna que rachou o PSL, Bozzella foi um dos primeiros aliados a romper com Bolsonaro e a sair em defesa do presidente do partido, Luciano Bivar. O reposicionamento estratégico lhe rendeu a posição de vice-presidente da agremiação. Semanas atrás, o nome do deputado apareceu, sem muito destaque, entre os agraciados com o direito de indicar o destino de verbas do chamado orçamento paralelo, uma sinecura destinada aos aliados mais fiéis do governo. Crusoé, então, o procurou para entender o que havia acontecido. Júnior Bozella explicou que foi praticamente um acidente de percurso e, confirmando a lógica da estratégia do Planalto para comprar apoio político à base de recursos públicos, contou os bastidores da distribuição de 92 milhões dentro do PSL – o grosso do valor, afirma, foi para a ala bolsonarista ainda existente no partido. “É um escândalo pior que o mensalão”, diz o deputado, que classifica o governo de Jair Bolsonaro como o “mais corrupto da história”. A seguir, a entrevista.

Como o senhor soube que poderia indicar recursos dentro do orçamento paralelo?
A liderança do PSL fez contato com meu chefe de gabinete para pedir para fazermos os apontamentos, as indicações. Coube à liderança fazer a triagem com base na nossa relação política com prefeitos, com quem a gente tem ligação. Perguntaram quem a gente queria contemplar. Igual (como acontece) com as emendas impositivas. Os técnicos da liderança falaram: ‘Olha, tenho aqui um recurso para indicar para a base’. É assim que funciona: a liderança do partido liga no gabinete e fala que pode fazer a indicação. Fui um dos menos contemplados. Os governistas é que foram realmente beneficiados. 

Quando foi isso?
Essa questão foi encaminhada lá pelo dia 20 de dezembro de 2020. Foi com base nesse entendimento que o (meu) gabinete fez a indicação de onze municípios pequenos com essas características. Foi bem em cima da hora. A gente não teve tempo de fazer o trabalho, o rastreamento. Coube à liderança do PSL fazer essa distribuição, beneficiando mais os deputados bolsonaristas.

Quem entrou em contato foi o líder do PSL, o deputado Felipe Francischini?
Sim, o Felipe Francischini.

O sr. considera que o orçamento paralelo é uma nova versão do mensalão?
Esse é o governo mais corrupto da história. Daqui a dez anos, as pessoas vão olhar para trás e vão ver que o mensalão foi barato perto disso. É muito mais escandaloso, é um estupro moral com a sociedade, porque quem acreditou nesse governo nunca imaginou que estaria construindo o governo mais corrupto da história, seja em áreas como o meio ambiente ou no toma lá da cá dentro do Parlamento. Por isso que eu digo que o mensalão, se comparado a isso, foi ‘barato’ para o povo brasileiro.

A cooptação de deputados por meio do orçamento paralelo continuou após a eleição para a presidência da Câmara?
A gente sabe que nos quatro cantos da Câmara circulava muito (refere-se às ofertas). Isso foi escancarado. Ninguém escondeu as propostas da emenda extra para quem apoiasse a candidatura do (Arthur) Lira. Então, o Palácio do Planalto entrou de cabeça nessa eleição e usou o dinheiro público para cooptar os deputados e eleger o presidente da Câmara. Mas a cada pauta, a cada discussão, a cada revisão de orçamento, em todas essas discussões, são sempre levadas em conta as emendas extras que são apresentadas a deputados e senadores.

O Planalto cobrou apoio a Arthur Lira ao liberar as verbas?
O que a gente escuta é que cada caso tem um acordo específico. Numa determinada votação, liberação de ‘x’ milhões para aquela votação. A última (liberação) que teve foi por causa do auxílio emergencial. Aí teve mais um quantitativo para a eleição do Arthur.

Câmara dos DeputadosCâmara dos Deputados“O Palácio do Planalto entrou de cabeça e usou o dinheiro público para cooptar os deputados e eleger o presidente da Câmara”
Qual é o tamanho do seu arrependimento por ter apoiado Jair Bolsonaro?
O arrependimento foi com o tempo se tornando mais uma frustração mesmo. A gente tinha aquela esperança, aquela expectativa… Na minha cabeça, o Bolsonaro podia ficar no poder por 30 anos se ele tivesse cumprido aquela agenda que ele se propôs a fazer e que nós, ali, naquele processo de 2018, nos comprometemos junto a ele. Com o passar do tempo a gente foi vendo que aquilo tudo foi um discurso e a teoria não se transformou em prática. Bolsonaro criou uma expectativa nas pessoas e a gente tinha uma expectativa de um país melhor, mas com uma expectativa exacerbada, um grande cunho de esperança, e isso acabou me frustrando absurdamente.

Com quais bandeiras dele o sr. mais se frustrou?
A corrupção foi a primeira frustração, a primeira decepção. O arrependimento surgiu quando ele tirou o Coaf do Ministério da Justiça. E quando, no meio da reforma da Previdência, percebi que ele não trabalhou pelas reformas do país. Naquele ínterim, ele trabalhou muito mais pela indicação do Eduardo Bolsonaro para a embaixada do Brasil nos Estados Unidos. Quer dizer, colocou em segundo plano a prioridade dos brasileiros. Aquilo me chamou muito a atenção.  O ponto vulnerável da família Bolsonaro é aquela história de dar filé mignon para os filhos. E isso deixou feridas abertas. Expôs demais a parte vulnerável da família, que é aquela coisa de que não era o Brasil acima de tudo. Ficou muito claro que é a família Bolsonaro acima de tudo.

O presidente deixou o PSL porque já não conseguia mais ter o controle do partido? Tem a ver com o dinheiro do partido?
Cem por cento. Eles queriam ter o controle do fundo, queriam ter o controle político do partido e o financeiro. Não era só o controle político, mas também o controle financeiro, e que São Paulo (o diretório paulista do partido era controlado por Eduardo Bolsonaro) pudesse receber um volume enorme por mês do fundo partidário.

O sr. acredita que o presidente está seguindo essa mesma lógica agora ao ingressar no Patriota? 
Isso ele nunca escondeu. Ele sempre deixou claro que quer um partido em que ele manda. Tanto que ele tentou criar a Aliança, não teve sucesso. Ele está procurando um partido para que ele possa ter o controle, o domínio. A tentativa de voltar ao PSL também era nessa direção o tempo todo: ter o domínio. Tanto que ele pede publicamente a exclusão das pessoas que são contra as posturas dele. Ele sempre quer um partido para controlar e colocar os interesses dele, e dizer o que pode e o que não pode. E no Patriota, pelo que eu vi agora, não foi diferente. Ele já chega conturbando o ambiente, fazendo conflito. Nunca há pacificação, harmonia, entendimento. Porque realmente é uma imposição, é o estilo que ele tem usado para governar o país. Na concepção dos Bolsonaro não existem aliados, existem os adesistas. Você tem que aderir e cumprir com as determinações deles. Se não aderir é inimigo da pátria, é comunista, é petista. É o traidor.

Qual caminho o PSL vai trilhar na corrida presidencial de 2022?
O partido tem algumas alas. A gente respeita. O partido é liberal. O (Luciano) Bivar é liberal e o partido tem um comportamento liberal. Eu sou contra algumas condutas que a bancada do PSL, alguns deputados, tiveram no seu dia a dia. Mas a gente respeita. Por exemplo: eu nunca fiz oposição destrutiva, sempre quis que o país andasse, tanto que muitos dos meus votos são a favor do governo. Por mais que eu não goste da postura do presidente, por mais que eu faça oposição ao presidente, eu não faço oposição ao país. O meu voto nunca precisou do toma lá da cá, de emendas e de coisas nesse sentido. Mas há deputados que estão filiados que tiveram esse comportamento dentro da legenda. Isso macula a imagem do partido.

O sr. está falando da cooptação pelo governo?
Eu costumo dizer que com o Bolsonaro, com os bolsonaristas, não tem almoço grátis. Todo mundo que apoia esse governo, seja o Centrão, seja essa ala bolsonarista do PSL, é por algum interesse próprio. A Carla Zambelli tem lá pessoas nomeadas no governo. Eles têm uma porção de emendas extras. É isso que eu questiono. Eu não quero que o partido fique nessa posição de parecer que virou um balcão de negócios igual ao Centrão. Eu luto pelo PSL que me foi apresentado pelo Bivar. É nesse PSL que eu acredito. Um PSL liberal, que possa estar construindo uma alternativa para o país num campo mais democrático e moderado.

Agência CâmaraAgência Câmara“Cada caso tem um acordo específico. Numa determinada votação, liberação de ‘x’ milhões para aquela votação”
Como deputado de primeiro mandato, que impressão o sr. tira do Congresso? É um mercadão de interesses?
A impressão que eu tenho é que tem deputado que trabalha, que consegue resultado e que ajuda, sim, no desenvolvimento do país. Mas, com a maneira como esse governo tem se comportado, a Câmara foi contaminada de tal forma que eu não tenho dúvida nenhuma de dizer, pela experiência que eu tenho na vida pública, que esse governo é o governo mais corrupto da história do Brasil, que induziu muito, muito, o Parlamento brasileiro a ser cooptado e levado ao erro pela ganância e pela quantidade de ofertas, de assédio moral, de ameaças de fake news, com abundância de distribuição de dinheiro público através das emendas extras e desse orçamento paralelo.

Qual foi a situação mais esdrúxula que o sr. já viveu como deputado? Alguém do governo chegou a ameaçar ou tentar cooptar?
Eu fui ameaçado pela família Bolsonaro por algumas vezes. Recentemente, o Eduardo teve um entrevero comigo na saída de um avião no aeroporto de Congonhas. Mais uma vez, me ameaçou de morte. Isso já havia acontecido lá atrás, quando a assessoria dele, enfim… (Pausa) Eu até recebi escolta legislativa, em função dessas ameaças que ficaram comprovadas pela Depol (refere-se ao Departamento de Polícia Legislativa). Depois, quando o Arthur Lira ganhou a eleição legislativa, ele me tirou a escolta sem justificativa alguma. Agora, com relação a outro tipo de proposta, de cunho inescrupuloso, imoral e não republicano, eles sabem com quem falam.  Eles nunca tiveram nem sequer a coragem de me abordar nesse sentido.

O senhor poderia descrever como foi essa ameaça?
Voltando de Brasília, pousando em São Paulo, eu desci da aeronave e, na saída do portão, sentei numa cadeira, junto com meu assessor. Um segundo assessor estava dentro da aeronave, por isso a gente ficou aguardando. Ele estava na poltrona de trás. E nesse ínterim eu estava no celular. Peguei uma barrinha de cereal para comer. Aí veio um vulto na minha direção, com dedo em riste, apontando. E meu assessor estava do lado. Era o Eduardo, dizendo: “Olha, eu vou te matar. Se eu tivesse uma faca aqui eu te matava, seu vagabundo”. Outras pessoas presenciaram. Eu não reconheci de primeira que era o Eduardo porque ele estava de boné, meio disfarçado. Eu até achei que era alguém me cumprimentando quando eu levantei a cabeça. Mas aí ele continuou com o dedo em riste, falando “vagabundo, vou te pegar”, essas coisas todas que eles estão acostumados a fazer, com o estilo miliciano de ser.

É possível remar contra o Centrão no Congresso?
Se tivéssemos um presidente, como o Bolsonaro prometeu, que não seria candidato à reeleição e que faria um governo transparente e para todos os brasileiros, e não para uma minoria barulhenta, um nicho ideológico, talvez isso facilitasse. Mas Bolsonaro só governa para os seus 20%. Se ele tivesse tido tranquilidade e aproveitado aquele momento de lua de mel que vivia com grande parte da população, se tivesse debatido e não ficado na internet com aquelas besteiras de “golden shower” ou de filé mignon para os filhos, filho na embaixada, a questão de cheque na conta da mulher, o Queiroz, esconde o Queiroz, cadê o Queiroz?, se ele tivesse dialogado com a classe política de forma equilibrada…

Por que a renovação da política propalada nas eleições de 2018 ficou só no palavrório?
As pessoas construíram uma ideia de que a política devia ser renovada. Eram os mocinhos contra os bandidos. E as pessoas imaginavam que a nova política seria a solução. E ficou muito claro que não existe a nova e nem a velha, existe a boa política. Tem políticos de anos de mandato que entregam resultados. O que leva a população ao erro é não se aprofundar e não entender que é mais importante estar trabalhando e entregar resultado do que ficar na internet lacrando, xingando os outros para fazer avacalhação, denegrindo a imagem alheia em busca de likes e compartilhamentos. Acho que a própria população às vezes acaba sendo responsável, porque se existem esses mitos da internet é porque o povo acaba se equivocando e, às vezes, o político que mais trabalha não é o que ganha a eleição.

O sr. pretende intensificar a postura de oposição ao governo daqui até as eleições?
Quero ser uma voz combativa, continuar combatendo o bom combate e trazendo a discussão para a luz, tirando das sombras, porque nós vivemos um governo de mentiras, um governo de fake news, um governo que quer aniquilar adversários. Um governo que trabalha contra os interesses da nação e só a favor dos interesses da sua família. O meu papel vai ser o de trazer a realidade dos fatos, para a sociedade brasileira se livrar dessa política do ódio, dessa política de desconstrução, de destruição e de guerra que hoje o governo incita na sociedade brasileira. Um governo da beligerância. Meu papel é buscar livrar a sociedade desse mal que se instalou, que é o governo Bolsonaro. Não é só o governo, é a cultura bolsonarista que se instalou na sociedade brasileira, criando maus exemplos. Precisamos ter um país solidário, um país para todos. O brasileiro é um povo solidário, um povo que é humano. Esse governo é um governo desumano. Meu papel daqui para frente é lutar para que a gente não viva esse mal nos próximos quatro anos.

Já é assinante?
Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Assine a Crusoé

*válido até 30/06/2021

Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. ameaça de morte com testemunhas conforme relatado, não é crime? ouve alguma representação contra o deputado ?? sim ou não.

  2. Apesar de críticas corretas a Bolso, o deputado perde qq credibilidade qdo parte para exagero e para hipérboles desconectadas da realidade, pois para começar ELE PARTICIPOU do “orçamento paralelo”, depois o mensalão foi pago com dinheiro de corruptores (o que é muito pior que “processos orçamentários polêmicos” - q são muito comuns por aqui, como o ministério de “porteira fechada”). Não é o governo “mais corrupto da história” apesar dos defeitos. Desonesto o deputado.

  3. Congratulações Dep. Bozella. Esse presidente não enganou só você, enganou 57.000.000 de eleitores, que acreditaram que ele seria diferente daqui pra frente, porque durante 28 anos na Câmara não apresentou nenhum resultado. O povo tem que pensar mais, antes de escolher seus candidatos. Moro ou 3ª via em 2022.

  4. Prazer em conhecê-lo, deputado Bozella. Creio que Boa parte da Câmera se espelhara em V. Excelência. Pela seriedade dessa entrevista. Eu também acreditei nesse senhor e me envergonho disto. Principalmente, me envergonho de ter brigado em família. Mas esse pesadelo há de terminar.

  5. Você falou pela voz do povo brasileiro, a maioria, creio eu. A realidade é essa. Não enxerga quem não quer ver. Parabéns pela coragem!!!!5

    1. Aprovado, Olga. A cada dia mais vacinados contra essa peste.

    2. Leia de novo. Não basta ser miliciano, familista, sociopata? faça as contas? O pior vírus que existe no Brasil hoje chama-se BOLSONARISMO!

  6. E ainda tem muita gente que acredita e defende esse governo que nos enganou a todos. Nunca me arrependi tanto por um voto dado. As bandeiras do combate a corrupção, a velha política, etc ficaram nas urnas. Somente um ingênuo como eu poderia ter acreditado num político de mais de 30 anos na política sem ter feito nada de bom para a sociedade.

    1. Você não é o único 57 milhões, mas uma coisa é fato, ele nunca enganou ninguém, sempre foi um deputado do baixo clero, que nunca fez nada de importante em 30 anos, expulso do exército e colocado na reserva aos 33 anos, e desde então recebendo uma aposentadoria. Não seria uma boa opção nem para síndico de prédio, mas o povo acreditou no minto e hoje está todo mundo no mesmo barco afundando

    2. Comentário perfeito! Disse tudo em poucas palavras!

  7. Mais um querendo aparecer com narrativas. Quer comparar distribuição de verbas previstas em lei com desvio de verbas. Péssimo deputado. Na próxima vai estar aliado com PT para tentar se reeleger.

  8. Quando a gente falava com um membro da Seita petista sobre a roubalheira do PT,eles falavam , o PSDB também rouba; Hoje a gente pergunta sobre Tratolao, Wassef,Maedreiras,Cartão Corpporativo,Mansao(que não é fruto das Rachadinhas); Resposta , o PT roubou muito mais; parâmetro deles, PT e Bozonarista; Tudo Igual!!!

    1. Fato... são narrativas em comum, de seitas fanáticas idolatrando políticos. a desculpa dos petebas do Bozo é a mesma dos petebas originais note que ambas as seitas também tentavam afastar seus fanáticos de qq mídia q tivesse potencial de revelar algo q abrisse os olhos do fanático. afinal, o termo globolixo surgiu com os Petralhas da esquerda e importado pelos Bozolinos... mas tb, dps de Bozo ser aplaudido por petistas ao indicar para STF e PGR quadros q destruiriam a Lava-jato, igualaram-se

  9. Nada a ver com mensalao e bem distante do petrolao !! Bozo nao tem a comprencia de lula p roubar ! E nem quer ; nao é a pegada dele

    1. Xará..é só dar poder a um homem ,que ele se transforma...Fica a dica

  10. Esse deputado não passa de um reles oportunista. Aproveitou-se do prestígio do PR para se eleger e depois dá uma de "Scariotes". Deve ser discípulo do calça-apertada, Ele que aguarde, pois não vai se livrar da maldição em curso para todos aqueles traíras do PR.

  11. Estou considerando que o Deputado é idôneo e verdadeiro. Neste sentido dou os parabéns pois é este o espírito publico (e republicano) que espero dos representantes do povo. É com estas posturas que conseguiremos tirar este país do atoleiro.

  12. Quanta fantasia! Como se pode comparar desgorverno de Bolsonaro com a roubalheira metódica e institucionalizada do nine e seus aceclas? estão misturando alhos com bugalhos! É impossível qualquer governo roubar mais do que o PT porque eles cobravam porcentagem de tudo!

    1. Denise, saia da bolha bozista de idiotização. O governo vermelho durou 14 anos, conseguiram institucionalizar a corrupção mediante anos de acordos espúrios e lesa pátria, além de alimentar o Centrão com vultosas verbas para ter apoio político (nem sempre por meios oficiais e legais), mas não conseguiram aparelhar PF, Abin e Forças Armadas, para seus desejos sabidamente pessoais e golpista. Já o Bozo, em menos de 3 anos aparelhou e dominou tudo, agora pode roubar a vontade sem ser incomodado. 🐄

  13. É fato que o atual governo é uma tragédia, mas este nobre Deputado me passou a impressão de não ser grande coisa também ...

  14. Parabéns deputado pela coragem de desmascarar o Mito. Além dos malucos que o perseguem. O zap está cheio de senhores que defendem esse homem. Porque vocês acham que a Lava Jato e Sérgio Moro sofreu? A união de dois polis corruptos e assassinos.

    1. Sim, esse governo federal é uma verdadeira fantasia dogna de uma fake news bozista. 🐄🐄🐄

  15. Parabéns à revista p todas as matérias independente de concordância ou ñ, pois aí tenho oportunidade de avaliar minhas opiniões e comentar, exercendo assim meu direito como cidadã, sem q isto me dê o direito de agredir opiniões contrárias. Através de opiniões contrárias, respeitando as adversidades, ñ de imposições, podemos todos avaliar nossos valores e melhorar como pessoa e cidadã. NÃO a Bolsonaro e NÃO a Lula por um país melhor p todos.

  16. O cara não apresenta provas, sem falar que a revista não tem mais um pingo de credibilidade já que se associou ao Dória. O cara é aliado do Luciano Bivar, ou é muito cara de pau, ou um tremendo de um inocente. Prefiro ficar com a primeira opção.

    1. Pelo menos não é robô do Carluxo. Isso sim é o que há de pior.

  17. As rápidas estão tomando conta do galinheiro. Qdo não houver mais ovos ou galinhas, vão ter q comer umas as outras pra sobreviver. E basta dar uma olhada nas cidades brasileiras pra perceber q a miséria e a pobreza são rampantes.

  18. Sr Deputado é o que milhões de brasileiros estão querendo. Vamos lutar sim Fora Bolsonaro e Não a Lula, já mostraram a suas caras e são o câncer maligno dessa nação.

  19. Essa revista do PSDB está no fundo do poço mesmo. Cada semana diminui o número de comentários. Os assinantes devem ser bem poucos também. É o que acontece quando se faz politicagem e não jornalismo. Mas dinheiro a revista tem do mamata connection. kkkk

    1. Paulo mentiroso! Nada haver o programa com a revista! 8 milhões é o projeto de 5 anos do Manhattan!

  20. Kkkk.um Zé Mané querendo aparecer! Somente uma revista acabada com canalhas para dar atencao! Aaaa vai te catar! Nem lembro o nome mais! Kkkk cruzuecapital. No fundo do poço!

  21. A revista começou a ficar chata. Matérias que cv te que passar meia hora ou mais lendo, coisa que poderia comunicar a mesma coisa em leitura de 5 a 8 minutos. Nao sou do tipo que diz "não assino mais". Peço, se aperfeiçoam e sejam imparciais. Estamos juntos.

  22. Parabéns pelo depoimento. Penso a mesma coisa. Votei nesse vagabundo e me arrependi totalmente. Mas a bata dele tá assando. Vai acabar na cadeia junto com sua família maldita de ladrões.

    1. Marcelo , no Brasil não há somente Lula e Bolsonaro. Esse papo de “ se não o PT volta” não cola mais!!

  23. Resumo em duas frases do entrevistado: "governo mais corrupto da história" e "jeito miliciano de ser". Parabéns pela coragem, deputado!

  24. 💰publico subtraído da saúde e educação ,467 MIL MORTOS ,milhares de brasileiros morando nas ruas,150 reais de auxílio emergencial -GESTÃO DO PSICOPATA COM CENTRÃO

    1. Não sei se é o mais corrupto, mas fortes indícios começam a aparecer. Sem falar nas "rachadinhas". Porém, fato é que fomos enganados com falsas promessas. Por isso, é imperioso que aprendamos com nossos erros para não repetí-los. Bolsonaro e Lula nunca mais!

    2. MAURO, o governo bolsonaro é uma continuação clara dos governos anteriores. Usar os governos petistas para defender esse desgoverno corrupto e genocida não tem peso nenhum mais...

    1. Não tem como piorar o que estamos vivendo hoje. Claro, só se ele conseguir totalizar sua intenção golpista.

  25. os EXEMPLOS EXCECRÁVEIS que uma SOCIEDADE tão CORRUPTA é capaz de produzir! São DEGENERADOS MORAIS que IMPEDEM o BRASIL de AVANÇAR! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

    1. O cara está muito bem nos EUA, sair do cargo que ocupa na empresa para se tornar político no Brasil só vale a pena se for para ser presidente e, mesmo assim, seria muito mais por patriotismo do que por consciência tranquila e futuro financeiro.

    2. Se deseja o Bem do Sérgio Moro, deixe ele fora da corrida presidencial. Ele deve concorrer a senatoria. Os chacais vão tentar devorá-lo é ele precisa se blindar.

  26. Caramba 92 milhões ??? Não seriam bilhões? Imprensa nacional controlada por grupos econômicos envolvidos em corrupção (grupo Dória, grupo Globo , BTG PACTUAL, PAGSEGURO ) que querem apagar o passado e nos convencer que o corrupção é uma rotina em nosso país. A falta de honestidade intelectual no jornalismo brasileiro beira à suspeita de mendicância de dinheiro privado para sobreviver. As Empresas cujo negócio era a comunicação independente, dos Mesquitas/Civita sucumbiram .

  27. Bsonarista é igual aos petista ,virou seita , país crescendo para alguns, inflação nas alturas(a real),emprego em baixa,empresas quebrando ,corrupção em alta(tratorao,mansão ,Wassef,cartão corporativo,madereira),tudo igual , só não perceberam que o povo Verdadeiro, não cai mais neste engodo ; Não se elegem mais !!!

  28. Acredito no relato do deputado. So nao acredito que esse governo e pior do que os governos passados, e so acredito que os proximos serao melhores quando os jovens brasileiros tiverem mais educacao, conhecimentos , trabalho; quando o direito e acesso a saude para todos se concretizar, quando nao havera mais dinheiro para fundo partidario, quando o Congresso for composto por pessoas preparadas para a tarefa, se contentando do salario previsto para tanto; e muito mais .....

    1. O governo atual é pior que os anteriores sim. Vale lembrar que o Bozo conseguiu aparelhar todos os órgãos de fiscalização e investigação em menos de 3 anos, assim fica mais fácil roubar sem ser investigado. O governo vermelho institucionalizou a corrupção, mas isso devido ao tempo q ficaram no poder e, mesmo assim, não conseguiram aparelhar integralmente os órgãos de fiscalização e investigação. Bolsonaro fez no atual governo o que o Lula sempre sonhou em fazer.

  29. Cruzué é igual a Renan Calheiros, só dá ouvidos a quem quer falar mal do Bolsonaro. E eu pago para ler essa porcaria que transformou os Antagonista e Cruzué, para deleite do psicopata Diogo Mainardi e o cachaceiro de botox Cláudio Dantas

    1. Difícil é achar uma pessoa honesta e de consciência sã querendo falar bem do Bozo. O cara é o mau caratismo em pessoa.

    2. Sua ignorância é tanta que nem escrever o nome correto da Revista vc sabe! Kkkkkk e não vem me dizer que foi o teclado, o que está errado a gente corrige!

    3. Então porque que você vai para a puta que te pariu? ACORDA BOZOMERDA INÚTIL

    4. Continua por aqui, mané! Vai vendo como são as coisas, vai lendo as opiniões divergentes; continua que logo você não terá motivo nenhum pra defender esses punguistas milicianos.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO