Elas voltaram

15.02.19

Com a Lava Jato prestes a completar cinco anos, algumas das empreiteiras que estrelaram a fase áurea da operação estão brilhando novamente no front das licitações públicas. Camargo Corrêa, Odebrecht e Queiroz Galvão disputam uma concorrência para a construção de um dos trechos do metrô de Salvador. Na licitação, lançada pelo governo do petista Rui Costa, as três gigantes da empreita apresentaram propostas em torno de meio bilhão de reais. As da Camargo e da Queiroz têm valores próximos: 424,6 milhões e 429,9 milhões, respectivamente. A da Odebrecht ficou um pouco acima, em 511,3 milhões.

Agência BrasilAgência BrasilA Odebrecht disputa contrato do metrô de Salvador com a Camargo e a Queiroz

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. O Brasil é o país maravilhoso que perdeu o seu rumo! Tomara que ele o encontre o mais rápido possível ! O povo honesto e trabalhador merece ter uma vida melhor!

  2. tudo indica + uma concorrência com cartas marcadas. isso só pode melhorar com concorrência externa. por ora o pt vai repor seu caixa a custa dos baianos.

  3. o que precisamos para definitivamente para tiramos o PT do cenário político do Brasil, por tudo que foi comprovado pela própria lava jato esse partido já deveria estar eliminado.

    1. Como se diz na Bahia... - O Bába vai começar de novo !

  4. É fácil entender. Vivemos sob a tutela de um Estado autoritário e olligárquico dominado por porcos que não tem que dar satisfação, a não ser a eles mesmos. A única solução é implodir esse chiqueiro todo e criar uma sociedade de pessoas livres de verdade. Chorar não adianta. Inconformismo e idéias são as melhores bombas.

    1. Neste chiqueiro cabe a MIRIAM Leitão. A comunistinha insistente.

  5. Se fosse uma empresa de porte médio ou pequeno, já estaria cancelado em todos setores as suas inscrições impedidas de participarem de qualquer licitação. Mas, no Brasil, tudo se pode quando entra o chamado "dim-dim"

  6. Na Bahia, o governador petista Rui Costa é conhecido pelos baianos honestos, que trabalham, como "Ruim Bosta". Ele e o seu comparsa Jaques "Polo" Wagner estão mais que enrolados: O primeiro, em desvios de dinheiro em programas habitacionais; Já o segundo tem seu nome envolvido no superfaturamento de 85 milhões na construção da Arena Fonte Nova, ambos episódios apurados na Lava Jato da era da cleptocrática Lula/Dilma. Torço para que os dois sejam presos em breve, juntamente com toda a máfia

    1. Enquanto tiver um governo do presidente, ou de aliados, eles estariam presentes. E a corrupção continua.

  7. E o governo da Bahia paga os funcionários? Ou vai recorrer à União (ao NOSSO dinheiro) para resolver problema de folha, de segurança, de educação (se é que faz alguma coisa)?

  8. Precisamos adotar o modelo centenário americano de segurar as obras e deixar a fiscalização a cargo das seguradoras, licitações apenas com projeto executivo já aprovado ou PPPs puras. Obras com valor muito baixo, sub-orçadas que não terminam nos prazos combinados também geram custos excessivos embora indiretos.

    1. Outra coisa que os americanos fazem, é preservar as empresas (e os empregos), mas tirá-las dos donos que cometeram os crimes.

    2. O sistema atual que não responsabiliza e não fiscaliza corretamente produz obras mal feitas e inúmeras vezes, paralisadas. A ideia de introduzir seguradoras, como no mundo inteiro é feita, é muito boa.

    1. Como dizem por aqui: "cachorro que comeu ovelha, só matando"... essas empreiteiras só sabem trabalhar com obras públicas, não tem mais jeito.

  9. Empresas são como armas, elas não são responsáveis por erros. Os donos, dirigentes e pessoas encarregadas de decisões, sim, são responsáveis e devem ser punidos, pelos erros das empresas...

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO