Fellipe Sampaio /SCO/STFxx

STF vai julgar recurso em que Bolsonaro questiona investigações de ofício da corte

13.10.21 16:11

O Supremo Tribunal Federal incluiu na pauta da sessão de julgamento virtual que será aberta no próximo dia 22 o recurso apresentado por Jair Bolsonaro em que o presidente questiona investigações abertas pela corte.

Em setembro, Bolsonaro e o advogado-geral da União, Bruno Bianco, apresentaram recurso contra decisão do ministro Edson Fachin que arquivou a ação que questionava a possibilidade de o Supremo abrir investigações de ofício, ou seja, por iniciativa própria e sem demanda prévia do Ministério Público Federal.

Na ação, Bolsonaro questiona um artigo do regimento interno do STF, usado por ministros para embasar a abertura de apurações de ofício. Foi com base nesse dispositivo que o então presidente do STF, ministro Dias Toffoli, instaurou o inquérito das fake news, em 2019. A investigação mirou aliados e apoiadores do presidente da República, o que motivou o ajuizamento da ação subscrita por Bolsonaro e a AGU.

No recurso, Jair Bolsonaro e Bruno Biano pediram que Fachin reveja a decisão que barrou o prosseguimento da ação e, em caso de negativa, que leve o tema para análise do plenário do Supremo Tribunal Federal.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
Mais notícias
Assine 50% off
TOPO