Adriano Machado/Crusoé

Secretários estaduais de Saúde defendem toque de recolher nacional das 20h às 6h

01.03.21 14:10

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde defendeu nesta segunda-feira, 1º, a adoção de restrições uniformes em todo o país para frear a circulação do novo coronavírus e evitar “o iminente colapso nacional das redes pública e privada de saúde“. A entidade ressaltou que o conjunto de medidas deve ser executado por governadores e prefeitos diante de “explícita autorização e determinação legislativa do Congresso“.

Em uma carta aberta, os secretários recomendaram a implementação nacional de um toque de recolher das 20 horas às 6 horas, inclusive nos fins de semana, o fechamento de praias e bares e a proibição de eventos presenciais como shows, congressos e atividades religiosas.

Eles ainda sugerem a suspensão das atividades presenciais de todos os níveis da educação do país e a instituição de barreiras sanitárias nacionais e internacionais, considerados o fechamento dos aeroportos e do transporte interestadual.

Para os secretários, a restrição máxima — lockdown — deve ser instaurada em todos os locais com ocupação de leitos acima de 85% e tendência de elevação no número de casos e óbitos.

Em outra ponta, pedem uma proposta que estabeleça condições contratuais que permitam a compra de todas as vacinas eficazes e seguras disponíveis no mercado mundial, além de um plano nacional de recuperação econômica, com retorno imediato do auxílio emergencial.

O Conass argumenta que as medidas tornaram-se urgentes porque o “relaxamento das medidas de proteção e a circulação de novas cepas do vírus propiciaram o agravamento da crise sanitária e social, esta última intensificada pela suspensão do auxílio“.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Medidas extremamente convenientes, dada a situação que chegamos! Ou vamos em frente ou não vamos. Ou estancamos o número de óbitos ou vamos todos virar óbitos. Lamentavelmente nos estrepamos todos com a falta de estratégias do governo Bolsonaro!

  2. Vcs querem saber onde fica o maior centro de contaminação do corona vírus?? Todos sabem mais ninguém diz nada, sabem porque, pq não tem alternativa. Sabem onde está no transporte coletivo. E aí vamos fazer um lockdaw nus ônibus e metrô?? Aí sim é de fato onde está as aglomerações coletivas por metro quadrados e não nas lojas e shoppings.

    1. Reginaldo, maior ou menor, todos são centro de disseminação do vírus. Infelizmente todos (prefeituras, estados e governo federal) estão errando, pois esbarram em interesses escusos de toda sorte e afrouxam alguns segmentos e apertam outros. Assim é o mesmo q tapar sol com peneira. A verdade é que estamos completamente a deriva nesse combate da pandemia, com todos os entes da federação batendo cabeça e visando exclusivamente seus interesses pessoais e de grupos próximos a si.

  3. Enquanto isso o CRM de Brasília fez o contrário e condenou o Lockdown enquanto um médico do Paraná tbfoi espancado por defender. A pergunta é: O fim do poço já chegou ou ainda tem m... prá rolar???

  4. Estamos enfrentando o maior desafio da nossa geração. Nosso PR é uma liderança negativa, incapaz de dar às respostas de que precisamos. O ministro da saúde é um mentiroso e incompetente. Alguns líderes tem chamado para si o protagonismo, sendo o mais efetivo o João Doria, mostrando que podemos vencer essa batalha com competência, responsabilidade e muito trabalho. Então se faz necessário, a despeito da inveja, montarmos um grupo informal que tome às decisões no enfrentamento, com Doria à frente.

  5. O Conselho está coberto de razão. Osvaldo Cruz resolveu o problema da Febre Amarela, há mais de cem anos atrás, e o Brasil de hoje não consegue resolver o problema da COVID-19? Ridículo, se não fosse tão sério.

  6. Como dizem os cientistas e infectologista só funciona se for de pelo menos quatro semanas como fizeram diversos países no mundo e no Brasil ainda tem que trocar o presidente e seu ministro Pazuello que anda mandando vacina para o estado errado

  7. O Presidente do Conselho Nacional de Saúde é o senhor Fernando Pigatto, quem a ser um petista de carteirinha vermelha, que tomou uma surra de votos homérica como candidato a Prefeito de Rosário do Sul - RS., ficando em esclarecedor último lugar com 2,58% dos votos, assombrosos 618 sufrágios. Ser petista é normal, mas de certa forma esclarece posicionamentos anormais, como por exemplo, posicionar-se sobre a gestão desastrosa dos Secretários de Saúde frente à Pandemia.

    1. Lourival, os petistas tem os seus corruptos de estimação. Já os bolsonaristas vão mais longe, tem os seus corruptos e genocidas de estimação.

    2. Pois é, Itamar. Coisas do petismo aparelhando instituições. Nenhum país tem tantos $indicato$ como o Brasil, por exemplo.

    3. Como pode ele ser presidente do conselho de secretários de Saúde se não é secretário de Estado da Saúde! Qual a sua representatividade??

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO