Kevin David/A7 Press/Folhapress

PF faz busca e apreensão em endereços da Precisa a pedido da CPI

17.09.21 07:53

A Polícia Federal cumpre na manhã desta sexta-feira, 17, mandado de busca e apreensão na sede da Precisa Medicamentos na Grande São Paulo. A ação foi solicitada pela CPI da Covid no Senado e autorizada pelo ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal.

A Precisa é investigada pela comissão por suspeita de irregularidades na venda de 20 milhões de doses da vacina indiana Covaxin para o Ministério da Saúde, por meio de um contrato de 1,6 bilhão de reais. O imunizante é produzido pelo laboratório Bharat Biotech e foi o mais caro contratado pelo governo de Jair Bolsonaro.

O contrato também é alvo de investigações da PF, do Ministério Público Federal e do Tribunal de Contas da União, e foi rescindido em agosto pelo Ministério da Saúde, depois que o deputado Luis Miranda, do DEM, e o irmão dele, Luis Ricardo Miranda, servidor da pasta, denunciaram uma pressão dentro do órgão para a liberação de pagamento antecipado em uma conta em Singapura.

Segundo o senador Randolfe Rodrigues, vice-presidente da CPI, a operação da PF foi necessária para que a comissão tenha acesso a documentos que a empresa não forneceu aos senadores. “A CPI tentou de todas as formas obter essas informações e não logrou êxito. Fez-se necessário, para prosseguimento das apurações, a utilização deste instrumento judicial”, disse Randolfe.

Em depoimentos à CPI, os representantes da Precisa negaram ter havido ilegalidade nas negociações da Covaxin com o governo brasileiro. O imunizante não tinha a aprovação da Anvisa para ser aplicado no Brasil.

“É inadmissível, num estado que se diz democrático de direito, uma operação como essa de hoje. A empresa entregou todos os documentos à CPI, além de três representantes da empresa terem prestado depoimento à comissão”, afirmou a Precisa, por meio de nota.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Queria saber da mariposa Randof Rodrigues (com seus acessos de masculidade) ) onde está o contrato com a Covaxim e onde estão as vacinas. Pelo que restou apurado o Governo Federal não gastou um tostão com esse laboratório e com essa Empresa. O erário público não suportará tanto ônus em condenações por "danos morais" e quem vai julgar e apreciar as ações, são Juízes imparciais. Aguardem. Eles não sabem que tem ação regressiva, basta a Uniãao chamá-los para inegrar as lides.

  2. Os filhos compram mansão, os lobistas cobram 400.000 por intermediar indicação por vaga no governo do Bozo , Operacao no postalis , propina na compra de vacina e Aumento de IOF fim do Ano(?), continuação de tudo que é PODRE desta política que destrói o nosso país desde os Tucanos , e NÓS somos os esquerdopatas, PSDB, etcetera??? Os Bovinos vivem em um país que nem o DataFolha consegue enxergar!!!!Pior , eles ainda dizem , olha a Argentina como está??? Olha a Venezuela como está ??? Ridículo!!!!

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO