DivulgaçãoContrato da imunoglobina é de 600 milhões de reais

Na mira da CPI, assessor do Ministério da Saúde vai deixar o Brasil

21.07.21 09:01

O ministro Carlos Alberto França, das Relações Exteriores, determinou a remoção do diplomata Flávio Werneck, assessor internacional do Ministério da Saúde, para o Consulado do Brasil em Londres, onde deve assumir o posto de cônsul-geral adjunto.

Na mira da CPI da Covid em razão das negociações com o consórcio de vacinas Covax Facility, Werneck se inscreveu no chamado “plano de remoções” do Itamaraty, iniciativa semestral que orienta a movimentação de diplomatas brasileiros pelo mundo. A ida para Londres foi aprovada por Carlos França e publicada no final de junho. Pelas normas internas da chancelaria, o diplomata tem 90 dias para assumir suas funções na capital britânica.

Em junho, Werneck chegou a ter seu sigilo telemático quebrado pela CPI da Covid, a pedido do senador Alessandro Vieira. No entanto, a quebra foi suspensa por decisão do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal.

“De forma inacreditável, o atual governo brasileiro, enquanto dispensava a aquisição das vacinas da Pfizer, como hoje se sabe, resolveu adquirir apenas 10% de nossas necessidades pelo programa Covax Facility. E o ministro da Saúde, Sr. Pazuello, era então assessorado pelo Sr. Flávio Werneck, o que torna claro o vínculo entre a atividade desse agente público e as atribuições desta comissão parlamentar de inquérito”, escreveu Vieira, no pedido de quebra de sigilo do diplomata.

Procurado, o Ministério da Saúde informou que Flávio Werneck “continua oficialmente na Assessoria Internacional do MS”. A pasta não informou quando o diplomata deixará seu cargo. Por telefone, a assessoria de imprensa do ministério informou que a mudança só será comunicada através do Diário Oficial da União. Fontes a par da movimentação asseguram que o diplomata não tem intenção de permanecer no Brasil.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. O governo Bolsonaro está varrendo tanto lixo para baixo do tapete, que em breve terá que alugar o Maracanã para acomodar tudo. Mas não adianta nada disso. Hoje, a maioria dos brasileiros, que não é LULISTA e tão pouco BOLSONARISTA, não age mais como um rebanho desorientado. Temos um propósito, e vamos lutar por esse propósito, QUE É VIABILIZAR A 3a VIA. Somos muitos e somos bons.

  2. BRASIL VIVE DE ILUSÃO- ilusão que no STF tem justiça - ilusão que na OAB tem advogados-ilusão que os evangelicos sao diferentes das forças armadas (ambos vendem ilusões)-ilusão que o jair não nos trairia- ilusão que o pt/lula tinham uma proposta- e por fim, para alguns a ilusão que temos futuro.

    1. Lei tem muita, justiça realmente nenhuma...

    1. Alessandro Vieira não gosta de partido de ladrões!

    2. Lenora, com esse seu pensamento bovino falta pouco para vc gritar Lula Livre.

    3. Alessandro vieira é o que há de melhor na política brasileira

    4. Quem está sem partido é o Bolsonaro. E suas atitudes de governo são idênticas ao lulismo/petismo.

  3. Este Estelionatário Eleitoral mais conhecido por Genocida ou FAMILICIA BolsoNero é a maior enganação, engodo como governo , como político, como capitão.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO