Adriano Machado/Crusoé

Em novo recorde, Brasil contabiliza 1.641 mortes por Covid-19 em 24 horas

02.03.21 20:50

O Brasil registrou um novo recorde de mortos por Covid-19 em apenas um dia. O Ministério da Saúde contabilizou 1.641 óbitos provocados pelo novo coronavírus ao longo das últimas 24 horas, conforme boletim divulgado pela pasta na noite desta terça-feira, 2. No total, o país acumula 257.361 mortes.

De acordo com o balanço, o ministério recebeu a notificação de 59.925 casos de Covid-19 entre segunda-feira, 1º, e hoje. Desde o início da crise sanitária, 10.646.926 brasileiros foram diagnosticados com a doença, dos quais 9.527.173 estão recuperados.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Incrível. Quase 300 mil mortes (isto contando todas as mortes por outras doenças, mas foram atribuídas ao COVID-19...) e mais de 9 MILHÕES de recuperados. E sem vacina nenhuma. Quantos morrem de fome, no Brasil? E de Câncer? Infarto fulminante? Gripe comum? Doenças respiratórias (eatas passaram, TODAS, pra conta da COVID-19...)? De "Mal súbito"?

    1. Jaime, infelizmente nossa "grande imprensa" (sic) trocou a objetividade da verdade pela política rasteira.

  2. O resultado do combate ao vírus seria muito mais eficaz se houvesse proteção e saneamento simultâneo a bem da saúde e da economia. O radicalismo no trancamento econômico e social não provoca alterações significativas para quem já recebe proventos mensais por aposentadoria ou de outras fontes fixas de renda. Dentre esses existe uma parcela dos que apoiam o lockdown com o fechamento do comércio, dos pequenos prestadores de serviços e das mini indústrias, como das lojas, bares, barbearias etc.

    1. Os resultados das medidas saneadoras (higiênicas, distanciamento social de pessoas, uso de máscaras em locais de risco, luvas, entre outras) adotadas na Flórida, onde não houve lockdown, comparadas com as de Nova Iorque e da Califórnia, onde houve lockdown, num extremo, e de Dakota do Sul, no extremo oposto, onde houve descuido total, – constatamos, na prática, que estão sendo muitíssimo mais eficazes as da Flórida. Nem tanto ao mar, nem tanto à terra: É recomendável agir com mais prudência!

    2. O lockdown pode tornar miseráveis e famintos os que vivem da prestação de serviços cotidianos, da pequena produção industrial e do comércio de pequeno e médio porte. Os países, províncias, estados e municípios que foram submetidos a esse tipo de fechamento da economia, fracassaram no combate à pandemia. Em contrapartida, os governos locais que trataram de proteger, simultaneamente, a saúde da população e da economia, tiveram maior êxito que os demais.

  3. Mais um dia de comemoração dos bozistas. Lentamente eles estão atingindo a meta de 300 mil mortes. Eles tem tudo nas mãos: uma nova cepa devastadora, um presidente genocida e o gabinete do ódio espalhando fake news sobre a pandemia a cada minuto. Esta é a máquina que trabalha contra o país. A quem eles servem? Respondo: ao Satanás!

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO