Ministério do Interior do Peru

Com 70 prisões, polícia do Peru diz que derrotou braço político do Sendero Luminoso

02.12.20 13:53

A polícia peruana prendeu nesta quarta, 2, 70 membros do grupo terrorista Sendero Luminoso (foto) e do Movimento pela Anistia e Direitos Fundamentais (Movadef).

Segundo a polícia, que realizou uma investigação de cinco anos para encontrar os criminosos, eles estavam criando empresas de fachada para realizar atentados terroristas em Lima e Callao, onde fica o principal porto do país. Os membros do grupo obedeciam a ordens e bandeiras da cúpula, dirigida por Abimael Guzmán, o professor de filosofia que fundou o Sendero Luminoso e hoje está em prisão perpétua.

“Hoje é um dia histórico porque estamos acabando com a estrutura política do Sendero Luminoso e podemos dizer que a tarefa foi cumprida”, disse o ministro do Interior, Rubén Vargas, em uma coletiva de imprensa. “A polícia do Peru, ao defender a democracia, acabou por derrotar militar e politicamente essa organização criminosa.”

O Sendero Luminoso foi criado nos anos 1960 com uma ideologia maoísta, que buscava realizar a revolução a partir do campo. Ao assumir o controle de cidades pequenas, matou mais de 30 mil pessoas, principalmente pobres, indígenas e integrantes de outros grupos de esquerda. O grupo foi derrotado militarmente pelo ex-presidente Alberto Fujimori, na década de 1990.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Notem as similaridade. O líder deles era um professor de filosofia picareta que pregava o radicalismo, subversão e ditadura. Se vocês substituírem o Maoísmo pelo Fascismo, então descobriremos que o Senderismo = Bozismo.

  2. Fux suspende decisão de Marco Aurélio que libertou líder do PCC. André do Rap saiu da prisão neste sábado por força de um habeas corpus concedido por Marco Aurélio, mas deve ser preso novamente por ordem do presidente do STF. Fonte: Estado de Minas Nacional - 10/10/20

  3. Depois de muitas mortes, quedou-se o Sandero Luminoso. Agora me expliquem:- Como o Peru conviveu com isto desde 1960. Ou nao tem explicaçao para isto?

    1. Já vi que a rapaziada vai mesmo insistir em comparações. Quantos "Peru"s caberiam no Brasil? Países como o nosso, continental, precisa de mãos firmes para ser governado. Ditadura. Ou, o que me parece mais a gosto, um sistema de governo bipartidarista. Quando um diz "sim" o outro diz "não". Pra q diabos tantos partidos políticos? Nos E.U.A tem meio mundo de partido, é bem verdade, mas o sistema é tão bem feito que SÓ ganham voz os Democratas e os republicanos. Não daria certo aqui esse modelo.

    2. como conviveu? esquece que nós por a cá estamos a 500 anos dirigidos por uma quadrilha de bandidos políticos que nos mantém reféns e que a cada dia fica pior nossa situação.

    3. Do mesmo modo que cariocas convivem com o PCC desde sempre.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO