Divulgação/Governo Federal

CGU encontra ‘distorções’ de R$ 7 bilhões na prestação de contas da Saúde

23.09.21 07:03

Um relatório de auditoria da Controladoria-Geral da União, a CGU, concluído nesta quarta-feira, 22, encontrou uma série de irregularidades na prestação de contas do Ministério da Saúde referente ao ano de 2020. O documento do órgão, de 170 páginas, identificou “distorções contábeis” que superam o montante de 7 bilhões de reais.

“Os testes de auditoria financeira integrada com conformidade nas Demonstrações Contábeis do Ministério identificaram, em 31 de dezembro de 2020, R$ 7.094.015.028,33 em distorções. Destas, R$ 6.392.403.974,08 foram consideradas individualmente relevantes pois afetam, por si, a análise dos usuários das informações contábeis e representam inconformidades em relação às Normas Brasileiras de Contabilidade”, aponta trecho do relatório.

A auditoria não tinha o objetivo de investigar desvio de dinheiro público ou fraudes em contratos, por exemplo, mas realizar uma análise ampla nas contas da pasta. Na devassa, os auditores apontaram deficiências na gestão dos estoques de medicamentos e insumos estratégicos para o país.

Um total de 2 bilhões de reais em gastos não pode ser auditado simplesmente porque os documentos não estavam disponíveis e por causa da “existência de fragilidades nos controles internos”. Isso contribuiu, segundo os auditores, “para a não obtenção de evidências de auditoria suficientes e apropriadas que permitissem formar uma opinião sobre registros contábeis” desse valor.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. PAÍS DE FAZ DE CONTA. SEU DANILO ESTAVA SENDO ORIENTADO ELETRONICAMENTE EM SUAS RESPOSTAS > É SÓ OBSERVAR OS MOVIMENTOS DOS OLHOS> PAÍS DE FAZ DE CONTA.

  2. Decididamente os corruptos perderam o medo e a vergonha. E voltaram com toda força a praticar a roubalheira insana ao nosso dinheiro. Sentem-se protegidos pela justiça.

  3. Só tenho uma frase para os marginais ladrões perversos, vermes covardes que protagonizaram e cometeram esses crimes inomináveis: "desejo sincera e profundamente que MORRAM com muiiiiiiito sofrimento"!!!!!!

  4. Chama o Gado Girao, preocupados com estados e municípios,só no MS 7bi, por isto que o Quidroga, mostra o Dedo para o brasileiro. Só com o c.. bem arrombado, sofrendo desde os tempos do império , quando achamos que vamos se livrar de uma quadrilha(PT), entramos na Milícia!!! Gadolandia, incrível, tudo isto Vazou depois do Gado Rosário ir depor na CPI , vocês tomando invertida do Renan e Aziz , tem que ser muito Ladrao para perder para estes dois!!!Os reguladores do desgoverno, Renan,Aziz e Temer!

  5. Nyco Penyco ao espelho zurrando para a sua imagem, o Joãozinho Necrófilo: “Joãozinho Necrófilo, quem roubou o dinheiro da saúde?” Joãozinho Necrófilo, assustado com a pergunta respond de form a enfática: “Alguém roubei, mas não sei quem fui”. Nyco Penyco, o último remanescente da bestialidade bozolulista que está sendo varrida do país.

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO